Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

Solidão a dois

Alguém pra dizer quando devo parar .
Por outro lado,ninguém pra fechar as cortinas,ninguém pra ir comigo além ,
Pra me encorajar

Sozinha no ponto de ônibus ,sozinha no meio da chuva ,sozinha com a minha dor
Enquanto alguém grita do meu lado
e me desespera ,e não é a voz do coração

Alguém pra dizer o que não devo fazer.
Enquanto a vida passa eu passo sozinha pela rua o mundo gira,
e eu me esqueço de viver
(Magrí Ferraz)