Páginas

sábado, 21 de março de 2015

Sobre o meu casamento DIY



Vou contar pra vocês hoje sobre a experiência mais linda da minha vida, o meu casamento. Vou contar também sobre como consegui organizar um casamento em pouco mais de um mês .SIM, EM UM MÊS.
Muitos que seguem o meu blog já me conhecem e conhecem a minha história, talvez nem todos conheçam as razões do meu casamento ter acontecido tão intempestivamente. Para começo de conversa EU NÃO ESTOU GRÁVIDA, nem teria como afinal meu noivo estava na França, apenas decidimos que não dava mais para ficar separados, para isso contamos com a ajuda de muita gente e muita força de vontade para que tudo desse certo.

Tudo começou na universidade, eu e ele fazíamos o mesmo curso e éramos muito amigos. No segundo ano do curso começamos a namorar. Foram dois anos de namoro maravilhosos, fizemos viagens, passeios e plano, mas os planos mudaram quando ele passou no Ciência Sem Fronteiras e decidiu fazer intercambio na França.

Houve uma apreensão muito grande, afinal poucos namoros a distância dão certo. Diante da minha insegurança ele me pediu em noivado, assim teríamos um laço mais forte para nos apegarmos. O pedido foi lindo, nas praias do Piauí .


O ano de 2014 foi um ano difícil. A distancia me consumia, eu tinha que terminar a graduação , provas de mestrado para prestar e a saudade atrapalhava um pouco o andamento das coisas. No fim do ano consegui apresentar o tcc e passei no mestrado em outro estado.
A data em que o meu noivo voltariar se aproximava, porém agora quem iria embora seria eu. Não iriamos suportar mais um ano separados então decidimos ir morar juntos e ele terminaria seus estudos depois.

Acontece que o nosso casamento já era muito esperado, tanto pela família quanto pelos amigos e como nossas famílias eram religiosas não aceitaram que morássemos juntos sem casar. Então decidimos que nos casaríamos, não faríamos festa e nos mudaríamos em seguida.

Isso tudo foi decidido em dezembro,  antes do meu noivo chegar da França e precisávamos nos casar antes de fevereiro já que eu teria que me mudar . Assim o pai dele conseguiu agilizar os papeis do cartório com um amigo da família e conseguimos uma data numa capela próxima da casa dele.
Tudo caminhando às pressas quando recebi a noticia de que passara no mestrado na minha cidade, minha família ficou contente, meu noivo também, pois não precisaria me mudar e apesar de o outro mestrado ser melhor resolvi ficar, por ele e pea minha avó também precisava de mim .
Resolvemos nos casar no dia seguinte ao dia da minha formatura para que os parentes distantes pudessem estar nos dois eventos e com tanta novidade (formatura, mestrado, casamento) minha avó quis comemorar e fazer uma recepção.

Estava em cima da hora, Lucas chegaria duas semanas antes do casamento e não tínhamos nada em mãos, além de um orçamento apertado. Assim , eu,  minha sogra e minhas madrinhas começamos a colocar a mão na massa. Fiz diversos orçamentos de ornamentação e salão de festa e todos eram muito caros. Então eu encontrei um salão que já incluía mesas, copos , pratos, cortinas, tolhas e saiu bem mais em conta. Quanto à decoração, compramos e flores,  pagamos apenas a mão de obra e alugamos o tapete com o mesmo dono do salão de festa, além disso aproveitamos os arranjos da igreja no salão.





Os convites e as lembranças eu e minha irmã, que foi uma das madrinhas, fizemos. Saiu tudo muito em conta.

    
Parte dos salgados da festa foram a tia do noivo e minha sogra que fizeram, e os doces foram minha madrinha e a mulher do meu primo. Ficou tudo muito gostoso e muito lindo. Além disso, a mulher do meu primo me deu o buquê, que foi de fitas e broches e um buquê de Santo-Antônio para jogar para as convidadas, tudo uma gracinha.


 
As daminhas usaram coroas de flores feitas pela mesma pessoa que decorou a igreja e buquês de marshmallow, foi muito engraçado porque uma das daminhas tinha apenas 1 aninho e 2 meses e ela entrou comendo os marshmallows e passou a cerimonia oferecendo-os aos padrinhos.






















O meu vestido, que eu simplesmente amei, foi dado de presente pelo meu Padrinho, e ele que me acompanhou ao altar já que o meu pai infelizmente é falecido.



O bolo e os noivinhos foram feitos de biscuit, por uma das minhas primas e um outro de verdade foi feito para servir, inclusive nós ganhamos esse bolo também.


Imaginem a loucura que foi a semana do casamento, teve o chá de lingerie na quarta, onde minhas primas fizeram tudo, além das lembrancinhas lindas. Teve culto ecumênico na quinta, colação de grau na sexta e casamento no sábado, mas graças a Deus foi tudo muito lindo e muito além do esperado, tivemos muita sorte de encontrar pessoas queridas para nos ajudar.
Meu casamento foi simples, romântico e refletiu exatamente o que foi o meu relacionamento, além de muito abençoado pelas pessoas que amamos a torcida por nós foi grande, pois mesmo com toda a distancia e os problemas pelo caminho, soubemos guardar o que tínhamos de melhor e esperar um pelo outro.