Páginas

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Crítica Capitães da areia

Ontem eu fui assistir ao filme Capitães da Areia , que é uma adaptação da obra literária de Jorge Amado com o mesmo nome.
Para quem não leu o livro e ainda não viu o filme , história se passa em 1930 com meninos de rua que vivem próximos ao mar em Salvador, capital da Bahia. Para garantir a sobrevivência, praticam furtos e outros pequenos delitos. O companheirismo e a solidariedade reinante entre eles, sob a liderança segura de Pedro Bala, substituem os cuidados e carinhos das famílias que não têm.
Gostei bastante do filme e do roteiro adaptado ,apesar de que poderia ter aprofundado um pouco mais nos dramas individuais de cada menino . As imagens são bonitas e a equipe cinematográfica está de parabéns ,quantos aos atores , a atuação não não é tão profissional , pois os meninos não são atores ,mas quem melhor representaria meninos baianos se não os próprios meninos baianos?
De uma coisa eu não gostei , em alguns momentos as personagem citam a Bahia de forma pejorativa o que não fica bem , apesar do filme querer retratar um problema da Bahia que , apropósito não tem melhorado das ultimas décadas pra cá .
Vale a pena conferir o filme ,que retrata um pouco desse nosso país e nos faz pensar acerca da nossa função na sociedade para tentar mudar alguns dos problemas existentes.