Páginas

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Sobre ser um pássaro preto




Detesto o peso dos títulos e dos títulos de posse. Tenho recebido alguns. Recuso. Detesto o peso dos títulos - sou tanto, sou mais, e sobre alguns, penso que nem sou! Eu gosto de ser, só, sem títulos. Eu gosto de ser só, mas gosto das pessoas. Eu gosto das pessoas que sabem ser. Só não gosto das pessoas que me dão títulos e títulos de posse que não quero. Também não gosto das pessoas que não me deixam ser.
Eu gosto das pessoas que me dão abraços, não títulos. É que eu detesto o peso dos títulos e dos títulos de posse. E eu gosto mesmo de abraços. Um blackbird pode se pintar de azul, se alguém desperta nele a vontade de ser.

Vida Leite