Páginas

quinta-feira, 14 de abril de 2011

As flores de plástico não morrem


Gostar de alguém muitas vezes é tão intenso que sentimos vontade de materializar o sentimento e entregá-lo nas mãos de quem gostamos para que possa ser admirado pelos olhos ,não só da alma mas também do corpo.As flores são exemplos de materialização de sentimentos é coisa mais próxima ,fisicamente falando ,do amor .
As pessoas não sabem usá-las ,nas horas mais impróprias enviam flores ,sempre que o sentimento se quebra ou morre .Flores não são desculpas esfarrapadas nem apagadores de memórias ruins ,são feitas para homenagear e alegrar quem as recebe.

Primeiras rosas

Não sois culpadas Queridas rosas
O mal jeito vem da raiva que sinto por quem oferece
São presentes encantadores quando ,
tão humildemente homenageiam que se ama
Mas foste também as vítimas
usadas para apagar mágoas deixadas no peito.
Flores jogadas em túmulos não ressuscita os mortos
apenas torna o mesmo menos frio.
(Ana Souto)

Chorei por ter despedaçado
As flores que estão no canteiro
Os punhos e os pulsos cortados
E o resto do meu corpo inteiro
(Titãs)